Como melhorar o processo de decisão de compra do cliente?

Como melhorar o processo de decisão de compra do cliente?

compraA decisão de compra do cliente faz parte de uma jornada, também conhecida como jornada do consumidor. Em primeiro lugar, o usuário descobre que tem um problema a ser sanado. Depois, ele passa a considerar as soluções para o que precisa e quais são as opções de escolha.

Por fim, chega o momento de fechar negócio, efetivando sua compra. Nessa última etapa, é comum que o consumidor demore para tomar uma decisão. Para você ter uma ideia, pouco mais de 77% dos usuários abandonam o carrinho no momento do checkout. Impressionante, não é? Esse dado foi coletado no metaestudo Barilliance, que mantém informações de vendas desde 2006.

Conheça algumas boas práticas para acelerar o processo de decisão de compra do cliente, aumentando o faturamento da sua loja virtual.

Dicas de como acelerar o processo de decisão de compra em lojas virtuais
Quer diminuir a taxa de abandono no checkout do seu e-commerce e tornar a conversão de compra da loja mais eficiente? Confira algumas dicas!

1. Invista em experiência do usuário e, se possível, em personalização

Já não é segredo para ninguém que não é só a qualidade dos produtos que contam na hora de fazer uma venda. A experiência global do usuário é totalmente relevante para que ele decida comprar de você ou do seu concorrente.

Para um comércio eletrônico criar uma experiência satisfatória, é fundamental investir na infraestrutura do site. Sabe aquele e-commerce que demora para carregar as páginas dos produtos? É esse tipo de site que terá alta taxa de abandono de carrinho.

Procure ferramentas que façam uma análise da velocidade do seu site e não deixe de realizar as otimizações sugeridas.

Cuidado também na hora da organização da navegação. Organize seus produtos por categorias que façam sentido para o usuário, agrupando produtos semelhantes ou que tenham o mesmo objetivo.

Quando o assunto é layout, aconselhamos que você faça testes que identifiquem a eficiência do design. Por exemplo, dá para usar testes A/B e mapas de calor, que apontam quais são os elementos do layout com que os usuários mais interagem.

Existem sistemas com inteligência artificial capazes de entregar personalização na sua vitrine virtual. Ao navegar na loja, o comportamento do usuário é mapeado e analisado para que as melhores ofertas – de acordo com o perfil dele – sejam mostradas, acelerando o processo de decisão de compra do cliente.

2. Garanta que o cliente tenha o máximo de informações possível

Investir tempo e atenção na hora de cadastrar suas mercadorias no e-commerce é uma estratégia importante na conversão de vendas. Isso porque um fator bastante usual que faz os clientes desistirem de comprar é a falta de informações detalhadas dos produtos.

Nossa dica é que você vá além do que o consumidor espera e entregue mais do que a descrição completa dos itens. Disponibilize materiais de apoio nas páginas dos produtos, com dicas de como usar, por exemplo.

Mesmo assim, sabemos que dúvidas acabam surgindo. Então, que tal criar uma sessão de F.A.Q. (Perguntas Frequentes)? Faça uma busca das perguntas mais frequentes feitas pelos usuários e utilize essas questões para montar a sua lista.

A vantagem é que, caso o cliente tenha dúvidas, ele poderá saná-las na hora, sem que seja preciso entrar em contato com o atendimento da sua loja virtual, que demandaria mais tempo e poderia culminar na desistência de compra.

Quer entregar uma experiência completa ao cliente e ainda aparecer nas buscas do Google organicamente? Invista em marketing de conteúdo e crie um blog.

Usando as técnicas de redação adequadas e as palavras-chave pertinentes, você não só irá acelerar o processo de decisão de compra do cliente, como também terá grandes chances de aumentar o tráfego do seu e-commerce.

3. Facilite o checkout

Nada de checkouts confusos, cheios de etapas e obstáculos para o consumidor efetivar a compra, ok? Para acelerar a tomada de decisão de compra do cliente, procure criar processos simples no seu e-commerce.

Dê ao usuário o poder de escolha em criar ou não uma conta para finalizar a compra. Você pode incentivar essa prática dando cupons de desconto para que ele faça o cadastro. Já existem tecnologias no mercado que permitem compras com um clique, sem necessidade de senhas.

Tome cuidado com os custos extras, como preços altos de frete, pois esse tipo de surpresa pode afugentar clientes.

Sempre é possível melhorar a experiência do cliente
É importante sempre lembrar que o cliente que faz compras online espera praticidade. Os usuários não vão ter contato com um vendedor para tirar dúvidas, nem podem tocar no produto antes de decidir ou não pela compra. Por esses motivos, oferecer informações suficientes é tão importante.

Ouça o que seus clientes dizem em seus canais de comunicação, seja por comentários nos produtos ou pelas interações nas redes sociais. Esteja atento a reclamações e a sugestões, seja cordial e não tenha medo de problemas ou impressões negativas, lide com isso de forma profissional e encante o cliente, independentemente da situação.

Outra dica é criar uma loja dentro de uma plataforma multimarcas. O marketplace é uma maneira bastante prática de entregar a experiência que encantará seus clientes. Afinal de contas, o marketplace já conta com toda infraestrutura necessária para que você já saia vendendo.

Aplique as dicas que citamos e não deixe de se atualizar em novas tecnologias, tendências de mercado e estratégias de gestão e vendas para lojas virtuais.

 

Fonte: E-commerce Brasil.

Deixe uma resposta