Delivery na pandemia: dicas para começar agora!

Delivery na pandemia: dicas para começar agora!

Saiba como começar uma operação de delivery para vender online e enfrentar a crise do coronavírus.

O delivery na pandemia já se tornou mais que uma oportunidade, ele é praticamente uma obrigação do restaurante.

Tudo começou com as recomendações de isolamento social feita por órgãos internacionais como a Organização Mundial da Saúde.

Isso  levou o governo a tomar medidas restritivas para o enfrentamento da crise do coronavírus no Brasil.

Com isso, milhares de estabelecimentos tiveram que ser fechados em todo o território nacional.

Para lidar com essa situação e minimizar o estrago econômico causado pela pandemia do coronavírus, o ramo alimentício começou a centralizar suas vendas no delivery – serviço de entregas de comida a domicílio.

Os negócios que sofreram menos com a chegada da crise foram os que já tinham uma operação de delivery funcionando.

Para os outros restam basicamente apenas duas opções: parar tudo ou iniciar uma nova operação de delivery.

Por outro lado, sabemos que nem todos os donos de restaurantes brasileiros são adeptos da tecnologia delivery e foram pegos de surpresa com as determinações governamentais.

Dessa forma, com a ajuda de um e-book da empresa de consultoria Galunion, seguem dicas essenciais para quem deseja começar uma operação de delivery neste momento.

Confira as dicas:

O diferencial é super importante no delivery durante a pandemia.

Antes de começar uma operação de delivery é necessário refletir sobre os diferenciais do seu negócio. Quem é seu cliente ideal e como o seu produto pode ser atrativo para ele.

Também é preciso pensar e planejar como será toda a jornada do cliente nesse novo modelo de compra.

Desde o aplicativo escolhido, como ele irá te achar, realizar a compra, receber os produtos e como motivá-lo no final da compra para fidelizá-lo?

 

Decida quais produtos ofertar no delivery

Não é necessário disponibilizar no delivery todos os produtos do cardápio que você utiliza no salão físico.

O ideal é priorizar aqueles produtos que vendem melhor e possuem boa margem de lucro.

Dessa forma, você foca seus esforços nos produtos que são mais relevantes para o seu restaurante no momento.

Por isso, é importante também saber que nem todos os produtos “viajam bem” no delivery, pois alguns não aguentam o trajeto do motoboy.

Ao se fazer uma escolha de produtos é importante retirar do cardápio aqueles que não se adequam bem ao delivery.

Assim, evita prejudicar a percepção de qualidade que o cliente terá de você.

 

Reforce e divulgue seus processos de higiene

Apesar de não haver evidências de contaminação do coronavírus através da ingestão de alimentos, é importante se atentar aos procedimentos de higienes recomendados pelo Ministério da Saúde como:

– lave frequentemente as mãos com água e sabão;

– utilize de máscaras pelos cozinheiros e demais pessoas que manipulam os alimentos;

– disponibilize álcool em gel ou líquido acima de 70% para o entregador poder higienizar suas mãos durante as entregas;

– recomende ao entregador que ele faça o menor contato possível com os clientes, para garantir a segurança de todos;

Outra maneira eficaz de evitar que seus funcionários possam se infectar com o coronavírus é incentivando seu cliente realizar o pagamento online ou por cartão.

Uma boa forma de se fazer isso é dando algum tipo de desconto ou oferta ao cliente que utilizar esses meios de pagamento.

Mas não esqueça, é preciso tomar precauções de higiene quando se paga na maquininha também.

Por isso, diga ao entregador para sempre higienizar as mãos do cliente com álcool na hora que ele for digitar a senha na maquininha.

Assim, para passar segurança e confiança aos seus clientes, divulgue esses procedimentos nas redes sociais, mostrando através de stories ou postagens como você tem mantido a higienização no seu restaurante e no delivery.

Avalie qual é o melhor tipo de embalagem

Para seu produto chegar com qualidade na casa do cliente, a embalagem também precisa ser de qualidade.

Portanto, atente-se para embalagens que não são feitas de plásticos, como as de papelão e alumínio.

Elas são utilizadas por grandes redes de fast food – esse poderá ser um diferencial para o seu restaurante.

 

Elementos de hospitalidade

Lembrar que todos estamos passando juntos por este momento difícil é essencial.

Traga alegria ao seu cliente e faça ele se sentir valorizado através de pequenas ações.

Por exemplo, lenços umedecidos com álcool para ele fazer a higienização antes de se alimentar e recadinhos de esperança escritos à mão.

 

Fonte: Zygo Tecnologia

 

Deixe uma resposta